Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
14ºC
Min
9ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
24ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Florianópolis,...

Máx
20ºC
Min
15ºC
Nublado com Possibil

Hoje - Campo Grande, M...

Máx
33ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Belo Horizonte,...

Máx
30ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Goiânia, GO

Máx
39ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Brasília, DF

Máx
34ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Porto Alegre, R...

Máx
21ºC
Min
10ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
20ºC
Min
14ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Bauru, SP

Máx
31ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Notícias

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59
IENE 0,04 0,04
LIBRA ES ... 5,20 5,21
PESO (ARG) 0,07 0,07

Newsletter

TJTO baixa definitivamente 35.643 processos em dez meses, reduz taxa de congestionamento e agiliza prestação jurisdicional ao cidadão

“Ao promover os movimentos equivalentes à baixa, atacamos o acervo contribuindo decisivamente para a efetividade da prestação jurisdicional e para a satisfação do cidadão”, ressalta o juiz Rodrigo Perez ao traduzir o Projeto Providências Finais, iniciado no final de 2018 e que, até 5 de agosto deste ano, já baixou definitivamente 35.643 processos no Judiciário tocantinense.  Fruto de um trabalho conjunto entre a Presidência do Tribunal de Justiça e a Corregedoria Geral da Justiça, o projeto tem a perspectiva de zerar o estoque de processos aptos à baixa definitiva até novembro de 2019, com mais uma etapa do mutirão de baixa processual que envolve diretamente juízes e servidores de todas as comarcas do Estado. Com efeitos positivos não só para o TJTO, no âmbito dos indicadores do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mas, principalmente, na vida do cidadão comum em sua busca por direitos na Justiça, o levantamento até agora aponta um cenário altamente positivo que os números começaram a revelar em outubro de 2018, quando o primeiro mutirão, levado a cabo pelo projeto, com o auxílio do Núcleo de Apoio às Comarcas (Nacom), conseguiu baixar definitivamente 52,34% dos 34.167 processos julgados, mas ainda pendentes no primeiro grau de jurisdição e que tramitavam nas 42 comarcas do Estado, entre 17 de outubro e 31 de dezembro de 2018. Consolidado no início de agosto, o resultado parcial da primeira etapa do segundo mutirão também revela números igualmente positivos. Em menos de três meses (13 de maio a 5 de agosto de 2019), foram baixados definitivamente 17.759 dos 48.639 processos, lembrando que o resultado final deste ano só será apurado após o segundo mutirão, que ocorrerá em 30 novembro. “A ideia do mutirão de baixa processual surgiu da necessidade de cumprimento do planejamento estratégico do TJTO 2015/2020, no tocante à diminuição da taxa de congestionamento e na consequente melhora do Índice de Produtividade Comparada IPCjus”, lembra a juíza auxiliar da Presidência e integrante da comissão que auxilia as comarcas e varas no sentido de agilizar os trâmites judiciais, Rosa Maria Gazire Rossi. Otimista com a segunda etapa do mutirão em 2019, a magistrada aposta no empenho das comarcas, lembrando que o índice compara a produtividade entre os tribunais no âmbito do Relatório Justiça em Números apurado pelo CNJ.
11/09/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.