Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Previsão do tempo

Hoje - Curitiba, PR

Máx
27ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
32ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Florianópolis,...

Máx
30ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Campo Grande, M...

Máx
32ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Belo Horizonte,...

Máx
28ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Goiânia, GO

Máx
33ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Porto Alegre, R...

Máx
32ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Bauru, SP

Máx
31ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Notícias

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,11 5,11
EURO 5,65 5,65
IENE 0,05 0,05
LIBRA ES ... 6,32 6,32
PESO (ARG) 0,08 0,08

Newsletter

Comissão da Mulher da Aleam faz ação ‘Carnaval sem assédio’ na Banda do Gargalo

  Carnaval sem assédio e importunação sexual. Esse é tema da campanha que a Comissão da Mulher, das Famílias e do Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) está levando para as ruas neste Carnaval. A ação, que faz parte das atividades da comissão em 2020, acontece neste domingo, 23, a partir das 15h, na Banda do Gargalo (CaliFit, na Avenida Djalma Batista). Segundo a presidente da Comissão da Mulher, deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), o objetivo é manter em evidência em todas as datas as campanhas de conscientização sobre as pautas que tratam da valorização da mulher na sociedade. No domingo, a equipe da comissão distribuirá tatuagens da campanha “Não é não!”, que combate a importunação sexual.   Está na lei   Alessandra é autora da lei estadual que determina a obrigatoriedade da pulgação da legislação federal sobre o crime de importunação sexual. O texto dispõe sobre a obrigatoriedade de trios, camarotes, restaurantes, bares, boates, casas de shows e congêneres afixarem placas ou similares, de forma legível e aparente ao público, com o texto do Artigo 215-A, do Código Penal, que tipifica a importunação sexual. “A lei é uma forma de conscientizar e educar as pessoas, saber que importunação sexual é crime e que isso leva a uma pena”, argumenta Alessandra.   Definição   O crime de importunação sexual, definido pela Lei n° 13.718/2018, é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém de forma não consensual, com o objetivo de “satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, mas também enquadra ações como beijos forçados e passar a mão no corpo alheio sem permissão. O infrator pode ser punido com prisão de um a cinco anos. Antes da norma, a conduta era considerada apenas uma contravenção penal, punida com multa, e quando se tratava de estupro, era prisão em flagrante ou preventiva. Sancionada em setembro de 2018, a lei passou a garantir proteção à vítima quanto ao seu direito de escolher quando, como e com quem praticar atos de cunho sexual. A importunação sexual é considerada crime comum, que pode ser praticado por qualquer pessoa, seja do mesmo gênero ou não. A vara criminal comum tem competência para processar e julgar os casos, salvo os episódios de violência doméstica e familiar contra mulher, prevista na Lei n° 11.340 (Lei Maria da Penha).     Gabinete da Deputada Alessandra Campêlo (MDB) Texto: Assessoria da Deputada Emanuel Mendes Siqueira (92) 99122-3785 Sala da Comunicação (92) 3183-4589    
21/02/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.